terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Fim

Ainda lembro o dia que decidi criá-lo. O medo de colocar o primeiro texto. De receber críticas fervorosas, de não ser entendido, de perceber que as palavras não saiam da forma que eu queria.
No entanto, afirmo que o objetivo durante todos os três anos foi de essência totalmente terapêutica. O emgolesacidos trouxe para mim um entendimento da minha escrita, dos meus sentimentos e fortaleceu uma identidade, no começo altamente juvenil.
O blog surgiu numa fase de grandes mudanças, num limiar entre a criança e o adolescente.Hoje, o finalizo carregando grandes conquistas internas. Conquistas que optei por dividir com as pessoas e que, por mais embaraçoso que tenha sido, fui ouvido e até confortei muita gente.
No emgolesacidos eu falei de amor, decepção e sofrimento. Eu esbravejei, discordei e escrevi textos pautados naquilo que vivia. Nas grandes dúvidas, em pequenos momentos de felicidade. O blog mostrou para mim que as palavras te tornam. Elas te fazem permeando um interno tão seu e o cuspindo em forma de crônicas, poemas e cartas.
Em minha vida, ainda prematura, eu engoli ácido, já me cortaram fundo, eu cultivei o sofrimento. Não obstante, me sinto feliz em dizer que transformei essa amargura em arte.Numa arte tão pessoal. Minhas palavras, por mais sulfúricas que tenham sido, foram as provas de que vi a vida. E que amei. E que sofri.E amei de novo. Enlouqueci. Cai. E levantei.
Engulo ácido e cuspo palavras. Esse foi o blog e a sua função em minha vida.
Hoje, o finalizo. Deixo de aqui escrever, pois talvez, me sinta invadido. Não pelas pessoas que o visitam, mas pelas lembranças que ele me traz. Os inícios sempre tão meus, o romantismo em doses extremas, a dor latente em casa letrinha aqui lida.
Ele traz memórias de menino. E não que as queira esquecer,muito pelo contrário, elas são parte de minha escrita, porém a vontade de começar uma nova fase. Uma nova maneira , já não tão ácida. Ou talvez, mais ácida ainda. Num outro lugar ou quem sabe aqui mesmo. Não anularei o blog, todos teremos acesso. Contudo, chegou o momento de escrever por outras bandas, em outros estilos. Chegou o momento de aprimorar, ler mais, conhecer novos autores e me entender nessa arte tão mutável.
Aos que acessaram agradeço cada texto lido. Aos comentários afirmo já ter estancado algumas lágrimas. O emgolesacidos trouxe para mim o entendimento de que nunca deixarei de escrever. De me colocar no papel, de ser mulher, de ser fone de ouvido ou experimentar uma noite de orgia.
O blog trouxe um novo vício, a minha forma de ser e um jeito tão especial de me entender. Não sendo um , mas tantos. Querendo ser pergunta, alguns dias com cara mais de resposta. Me ver descendo a Rua Augusta ou cantando em cima de uma espaçonave. Sofrendo de amor ou relembrando o passado.
No blog eu fui em doses máximas - eu criei meu ácido e ainda não achei minha cura. Espero nunca encontrá-la.

Aos interessados passo o Facebook, de tal forma, os mantenho informado quando o novo blog sair:
Lucas Galati

Obrigado por tudo!
"A SOMBRA QUE ME MOVE TAMBÉM ME ILUMINA"

Lucas G.

2 comentários:

Mariana disse...

tobege!
mas é sempre bom recomeçar, buscar novos ares, tomar novos goles...espero ansiosa pelo novo blog!
beijos da sua leitora número um!

Fuve disse...

Tem um selo pra você no meu blog